É possível evitar o pesadelo da reforma?

Depois de alugar ou comprar o imóvel é que o trabalho de verdade começa. Apesar de prazeroso, montar a casa é um processo que exige paciência e dedicação, e que pode se transformar em sufoco se incluir reformas.

Para evitar que tudo acabe em briga vale colocar em prática duas medidas simples: orçamento prévio e detalhado e um bom estoque de paciência.

“O primeiro passo é organizar os custos da reforma em duas categorias, os essenciais e os supérfluos”, diz o economista Gustavo Goldenberg. Portanto, nada de sair comprando a poltrona de design ou a obra de arte que estavam na lista de desejos. Invista somente no necessário, como em eletrodomésticos básicos, cama e sofá.

Evite também dividir o pagamento em várias parcelas, comprometendo o cartão de crédito. Nessa fase inicial são comuns os gastos imprevistos, e a conta no final do mês pode aumentar consideravelmente. “O ideal é criar um poupança com pelo menos 20% do valor previsto para a reforma para cobrir os custos extras”, diz o economista.

Fonte: Folha.com

Comments are closed.