Granito, Corian, Silestone ou aço inox para a bancada da cozinha?

Vejas as vantagens e desvantagens de cada material!

Normalmente o preço acaba sendo o grande limitador de escolhas. Todos são materiais bons, mas Corian, Silestone e aço inox são um pouco mais caros, quando comprados a rocha ornamental brasileira. De fato, o granito, pedra abundante no Brasil, tem preços mais em conta, que variam até 750 reais o m². Já Corian e Silestone, que são importados, custam cerca de 1,5 mil reais o m². O aço inox vale mil reais o metro linear, em média.

Um quesito importante é a porosidade do material. Afinal, no tampo serão apoiados vários tipos de substâncias e alimentos e um material mais poroso pode absorver comida e bebida, dificultando sua limpeza. Nesse caso, o granito sai perdendo, pois ele tem de 0,1 a 0,3% de porosidade, enquanto Silestone vai de 0,01 a 0,02%. O aço inox e o Corian têm porosidade nula. Porém, o grau de absorção do granito é tão pequeno que não justifica abrir mão desse material.

O Silestone, uma pedra sintética, onde 93% de sua composição é quartzo, só não deve ficar em contato com calor acima de 250 ºC. A exposição direta ao sol também pode fazer a resina usada na fabricação descolorir. O Corian também pede cuidados com panelas quentes, pois o contato faz o material dilatar e até rachar.

Sujeitos a riscos, o Corian pode ser renovado pelo próprio usuário com uma bucha abrasiva. Já o aço inox deve ficar longe de qualquer produto abrasivo, já que sua principal desvantagem são os riscos.

Fonte: Casa Abril

Tags: , , , , , , , , , , ,

Comments are closed.