O barzinho voltou para casa

Em tempos de lei seca, o barzinho volta à cena, porém repaginado.

Item obrigatório de decoração na década de 80, com suporte para taças e um mini balcão, os barzinhos caseiros ficaram datados e sumiram por um tempo, até retornarem totalmente repaginados, como por exemplo o carrinho com rodinhas.

Em tempos de Lei Seca, novos hábitos surgiram, e com isso, os espaços que estão cada vez menores também precisou ser readequado, chegando a se resumir a belíssimas bandejas sobre o aparador ou da mesinha de canto, com apenas um par de taças e uma bela garrafa, já que nem todas as bebidas precisam necessariamente estar à mostra. Você também pode recorrer à marcenaria ou vidraçaria para obter exatamente o que se quer no local desejado, seja no hall de entrada ou naquele cantinho da sala que aparentemente está neutro.

A sensação do momento é a varanda, que passa receber a adega tanto quanto os nichos de bebidas quentes e suas adaptações. Como a varanda é normalmente um espaço aberto, o ideal é que taças e outros utensílios fiquem guardados, devido a exposição à poeira, portanto invista em armários. Se o seu ambiente for grande comporta até bancada de apoio, nicho com bebidas, grill e até frigobar, aumentando o conforto para recepcionar seus convidados.

Na hora de reinventar o seu bar caseiro, tenha em mente a proximidade de área de recepção para que ele mantenha sua funcionalidade. Outra boa dica é repaginar aquele móvel antigo, até mesmo aquele aparador da vovó, conferindo sua personalidade na peça ou modificando o revestimento do móvel.

 

Fonte: Revista A.G

Tags: , , , , , , , ,

Comments are closed.